Categorias
Saúde

Álcool em gel x Bye Corona: Qual dos dois é mais eficaz contra o Coronavírus?

Álcool em gel

O álcool em gel, é feito a partir do etanol, é um antisséptico — ou seja, tem a função de desinfetar a pele humana. Só que o termo desinfetante geralmente se refere a produtos utilizados em superfícies inanimadas (como uma mesa, por exemplo).

“Já a palavra ‘esterilizar’ se refere a um processo que destrói toda forma de vida microbiana, feito em equipamentos especializados e substâncias ainda mais potentes, com objetos como instrumentos cirúrgicos”, explica o microbiologista Jorge Sampaio, do Fleury Medicina e Saúde.

Nosso organismo possui um filme que protege a pele chamado de manto hidrolipídico. Quando você usa o álcool em gel, desidrata a pele e perde esse manto. Vai restar só o álcool, mesmo que seco, que é extremamente inflamável e irritativo.

Além de ser um produto altamente inflamável causando risco de incêndio dependendo do local de armazenação. 

A duração do álcool em gel contra o coronavírus é de uma aplicação para a outra, ou seja após ter usado o álcool em gel e toque uma superfície que tenha a o Covid-19 terá que usar novamente para poder desinfetar. 

 Duração do álcool em gel de de até 5 dias por frasco de 1 litro usando corretamente. 

Bye Corona 

“No Brasil, o produto é o primeiro fabricado com substâncias naturais, registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com ativos à base de óleos essenciais da ‘Pinus SP’, planta encontrada na flora brasileira”, explica Brenno Hike Domingues da Silva, diretor da Bird Company.

Essa espécie é conhecida popularmente como pinheiro, mas que através de uma molécula alfa-terpineo e suas substância, quando submetida a testes, promove a  desinfecção do ar, sendo considerada segura para utilização, com ausência de irritação cutânea, ocular primária e toxicidade oral aguda.

Bye Corona tem a duração de até 48h contra vírus e bactérias inclusive o Covid-19. Ou seja, pode estar aplicando ele dia sim dia não, com a duração de até um mês por frasco de 1 litro usando corretamente. 

Resumo: 

Álcool em gel: É um líquido feito a partir da composição do etanol, tem a função de desinfetar a pele humana , mas com uso excessivo pode causar sérios danos à pele humana devido o revezamento causado.  A melhor forma de ser usado é aplicando superfícies de contacto humano, deixando longe de fogões, microondas ou qualquer inalador de calor. 

Bye Corona: É um desinfetante de substâncias naturais com ativos à base de óleos  essenciais da Pinus Sp planta encontrada na flora Brasileira com a molécula alfa-terpineo e suas substâncias, quando submetida a testes, promove a  desinfecção do ar, sendo considerada segura para utilização, com ausência de irritação cutânea, ocular primária e toxicidade oral aguda.

Bye Corona tem a duração de 48h aplicando através de um umidificador de ar ou aplicando em superfícies que pessoas possam ter contato.

 

Quer saber mais sobre o Bye Corona? Acesse o site oficial: www.byecorona.com.br

Categorias
Saúde

Grupo de químicos brasileiros desenvolvem um produto que possui uma substância que mata o COVID-19 em ambientes fechados

O desinfetante de uso geral, desenvolvido pela Bird Company, é composto por óleos essenciais, com tecnologia patenteada pela empresa com expertise há mais de 13 anos na extração de componentes de fontes naturais e renováveis. Com eficácia comprovada na desinfecção do ar e eliminação de 99,99% de vírus e bactérias como a ‘Salmonella', o ‘Bye Corona' é utilizado em umidificador para carros, com durabilidade de duas horas no ambiente e redução da carga microbiana comprovada.

“No Brasil, o produto é o primeiro fabricado com substâncias naturais, registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com ativos à base de óleos essenciais da ‘Pinus SP', planta encontrada na flora brasileira”, explica Brenno Hike Domingues da Silva, diretor da Bird Company.

Essa espécie é conhecida popularmente como pinheiro, mas que através de uma molécula alfa-terpineo e suas substância, quando submetida a testes, promove a desinfecção do ar, sendo considerada segura para utilização, com ausência de irritação cutânea, ocular primária e toxicidade oral aguda.

Óleos essenciais são conhecidos por seu poder de controlar micro-organismos.

Na natureza o seu uso tem se tornado recorrente entre a população brasileira no tratamento de doenças crônicas e até mesmo em terapia psicológica. A partir desses recursos benéficos à saúde e levando em consideração o período de pandemia, as substâncias foram testadas pelo Instituto Adolfo Lutz, em um estudo aceito para publicação na revista internacional Current Fungal Infection Reports, que mostra que a aplicação do desinfetante natural no ar reduziu a carga microbiana em 85%.

Após a comprovação da eficácia dos desinfetantes em ambientes fechados, que eliminaram vírus e bactérias, como a Salmonella choleraesuis, Staphylococcus aureus e Clostridium difficille, a Anvisa liberou o uso desses produtos na desinfecção e combate contra à Covid-19, inclusive os naturais, como é o caso do ‘Bye Corona‘, que foi desenvolvido com foco na utilização em todos os ambientes fechado como casa, apartamento, escritório, lojas, farmácias, supermercado, automóveis e etc…

Segundo Brenno Hike Domingues da Silva, diretor da Bird Company. O Bye Corona é um liquido que que pode usar de diversas formas diferentes, exemplos: Pode se colocado em umidificador de ar instalado de ambientes fechado, também pode esta usando ele como desfitaste domestico da desinfetar, banheiros, quartos, carros, moveis e etc…

Em qualquer superfície plicado o Bye Corona temo feito duradouro de até 48hr no combate contra vírus e bactérias inclusive o Covid-19.

O produto é regularizado e registrado na Anvisa com o número 354850001, e o fabricante ainda indica que a biodegradabilidade imediata é de 83, 1% em 28 dias, conforme método OECD 301 B, superando as normas que exigem pelo menos 60% no mesmo período. Mais informações pelo site www.byecorona.com.br

Categorias
Saúde

Motorista de aplicativo encontra solução para restabelecer sua renda durante a pandemia

Grupo de químicos brasileiros desenvolvem um produto que possui uma substância que mata o COVID-19 em ambientes fechados

Empresa conhecida como Bird Company desenvolve primeiro composto nacional para combater Covid-19.

Patenteada pela Anvisa a solução já afeta positivamente a vida de diversos motoristas em todo o país, e neste artigo vamos relatar o depoimento de Fernando Bina, que diz que se sente 100% mais seguro para voltar para casa e encontrar sua família após um dia no trânsito trabalhando como Uber.

Fernando Bina, atualmente mora no estado de São paulo, relata que logo após se iniciar a quarentena, suas corridas tiveram uma queda drástica afetando em toda sua estabilidade financeira. 

Mesmo após medidas de precauções tomadas pela própria plataforma de motorista os passageiros reduziram suas viagens com medo da contaminação.

Uma das soluções adotadas até mesmo pelo Governo Federal foi a utilização de máscara que teve um aumento de 20% de passageiros segundo Fernando, porém não era o suficiente para passar confiança nesse momento de pandemia.

Conversando com amigos taxistas, Fernando encontrou uma solução  chamada Bye Corona onde sua nanotecnologia promete eliminar 99,9% dos microrganismos presentes no veículos incluindo a Covid-19.

Depois de várias pesquisas sobre o esse produto e averiguando laudos e comprovações científicas de eficácia do produto, Fernando decide adquirir o Bye Corona e testar em suas viagens. “Obtive resultados surpreendentes – relata Fernando – os passageiros sentiram uma grande segurança, até mesmo pegando meu contato pessoal para realizar suas viagens apenas comigo, pois sabiam que teriam uma segurança extra em suas trajetórias”.

Compartilhando sua experiência Fernando fez um vídeo como depoimento, mostrando que realmente o produto é confiável.

A empresa Bird Company desenvolvedora do

produto informa que o produto foi pensado para ajudar os motoristas neste momento de crise, e acredita na transparência de informações deixando todo o conteúdo de laudos técnicos e registro da Anvisa bem esclarecido em seu site oficial: www.byecorona.com.br

 

Categorias
Saúde

Fórmula com substâncias naturais aprovado pela Anvisa elimina coronavírus em veículos

A fórmula Bye Corona, desenvolvido pela Bird Company, é composto por óleos essenciais, com tecnologia patenteada pela empresa com expertise há mais de 13 anos na extração de componentes de fontes naturais e renováveis, é indicado para uso em umidificadores para carros, com durabilidade de duas horas no ambiente e redução da carga microbiana comprovada.

“No Brasil, o produto é o primeiro fabricado com substâncias naturais, registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com ativos à base de óleos essenciais da ‘Pinus SP’, planta encontrada na flora brasileira”, explica Brenno Hike Domingues da Silva, diretor da Bird Company, informando que o produto “tem eficácia comprovada na desinfecção do ar e eliminação de 99,99% de vírus e bactérias como a ‘Salmonella’, Essa espécie é conhecida popularmente como pinheiro, mas que através de uma molécula alfa-terpineo e suas substância, quando submetida a testes, promove a desinfecção do ar, sendo considerada segura para utilização, com ausência de irritação cutânea, ocular primária e toxicidade oral aguda. O Bye Corona foi desenvolvido com foco na utilização em carros, a fim de promover maior segurança às pessoas que necessitam sair de casa”.

Óleos essenciais são conhecidos por seu poder de controlar microorganismos na natureza e seu uso tem se tornado recorrente entre a população brasileira no tratamento de doenças crônicas e até mesmo em terapia psicológica. A partir desses recursos benéficos à saúde e levando em consideração o período de pandemia, as substâncias foram testadas pelo Instituto Adolfo Lutz, em um estudo aceito para publicação na revista internacional Current Fungal Infection Reports, que mostra que a aplicação do desinfetante natural no ar reduziu a carga microbiana em 85%.

“Já recebemos feedbacks positivos de profissionais que trabalham como motoristas de aplicativos, com o depoimento de que se sentiram mais protegidos com o uso do ‘Bye Corona’ e também seus passageiros”, declara Victor Diego, da Bird Company.

O produto é regularizado e registrado na Anvisa com o número 354850001, e o fabricante ainda indica que a biodegrabilidade imediata é de 83, 1% em 28 dias, conforme método OECD 301 B, superando as normas que exigem pelo menos 60% no mesmo período. A liberação da Anvisa para o uso desses produtos na desinfecção e prevenção à Covid-19, inclusive os naturais, como é o caso do Bye Corona, de acordo com o diretor da empresa, foi emitida após “a comprovação da eficácia dos desinfetantes em ambientes fechados, que eliminaram vírus e bactérias, como a Salmonella choleraesuis, Staphylococcus aureus e Clostridium difficille”.

Mais informações pelo site www.byecorona.com.br

Categorias
Bem Estar

Crianças em casa: confira dicas de como manter a organização

Durante a quarentena é comum as crianças ficarem mais agitadas que o normal. Ansiedade, tédio e saudades da antiga rotina são alguns dos sentimentos vividos nesse período. A dúvida sobre o que é esse vírus, que os proibiu de sair de casa, também é corriqueira. Para ajudá-los na questão e na nova rotina, pais e mães têm buscado atividades alternativas que possam ser feitas em casa e distrair a meninada. As novidades ajudam na saúde mental dos filhos e aproximam as relações familiares.

Leia mais: Coronavírus: Como manter o bem estar na quarentena?

Diego Albuquerque, 3 anos, todos os dias brinca com o pai, Rodrigo Albuquerque, 30, nos horários livres, intercalados entre as atividades escolares. As brincadeiras vão de batalha naval de papel a armadilha de raio laser imaginário. O analista de sistemas busca ideias na internet ou de alguma brincadeira que gostava de fazer na infância. “As atividades são para criar uma rotina. Mesmo que elas sejam diferente todos os dias, ele sabe que aquele horário está reservado para fazermos algo juntos. Isso ajuda a ele entender quando tenho que me concentrar para trabalhar”, explica o pai.

 

A diversão vem depois da obrigação. Todos os dias Diego assiste a videoaulas. “Pela idade é apenas uma aula por dia. “Às vezes a professora também passa alguma atividade para fazermos em casa”, conta Rodrigo. No começo, a adaptação aos novos hábitos foi difícil. “Ele ficava triste por não ir ao parquinho ou andar de bicicleta”, relembra o pai. O diálogo foi importante para que o filho entendesse a situação. O pai ainda demonstrou por experimento com água, detergente e orégano a importância de lavar as mãos. Com o sabão nos dedos, a erva se afastava. “Hoje ele entendeu e está acostumado com a nova rotina”, conclui Rodrigo.

Para Renata Pena, 36, as primeiras semanas de março, pós-decreto, foram as mais difíceis. Diretora em uma escola pública, ela teve que levar todo o trabalho para casa e conciliar com o do marido, que também dirige uma escola. “No começo o cenário era de incertezas. A gente teve que se adaptar primeiro à situação, para depois conseguir se organizar”, explica ela. Além do serviço em casa, os pais tiveram que se dividir para dar atenção à filha Isabella Pena, 3. “Foi pesado no início, foi cansativo, quase que desesperador. Mas conseguimos encaminhar os afazeres no trabalho, nos readaptar e ajudar a Bella a administrar as emoções”, relata a mãe.

Com paciência e amor, Renata passou a trabalhar os sentimentos da garota durante a quarentena. “Ela sentia muita saudade da avó, dos amigos e do convívio social. Então um dia peguei os números dos celulares das mães das coleguinhas mais próximas e pedi para fazermos uma ligação de vídeo para elas conversarem. Ela ficou superfeliz”, conta.

 

A circunstância também estimulou a criatividade da mãe. “Já fizemos piquenique na sala, armamos uma cabana, atividades de pintura, uma festa para as bonecas, brincadeira de separar os grãos que tinham em casa, aulas de balé pelo YouTube e algumas receitas juntas”, diz a mãe. A situação aproximou a família. “Fomos mais para dentro da rotina da Bella, porque antes a gente trabalhava o dia inteiro. Hoje fazemos as refeições juntos. Ela também me ajuda nos afazeres da casa, como arrumar mesa, separar as louças e temperar salada”, conta Renata.

 

A psicóloga Raquel Manzini explica que neste momento é importante os pais saberem diferenciar o que pode ou não contribuir na rotina dos pequenos. “Seguir uma programação rígida ou baseada em cartilhas imutáveis pode ser prejudicial para os responsáveis e para os filhos. Rotinas muito duras colocam os pais em uma postura de ter que ser especialista em tudo e também acaba tornando o dia a dia das crianças extremamente cansativo”, informa a especialista. Para Raquel, durante a quarentena, sentimentos como tédio, desestímulo no estudo, raiva e tristeza são normais, e estabelecer alguns horários pode ajudar a controlar as emoções. “Uma rotina mínima dentro da pandemia ajuda na saúde mental, como estipular horários para o banho, para comer, para assistir à aula e para estudar, por exemplo”, explica a psicóloga.

Aulas

Verônica Teodoro, 36, determinou um horário de atividades escolares para as filhas. Durante a manhã, Alice Teodoro, 8, tem aulas, acompanhada da avó. No horário, a caçula Elisa, 3, se entretém com a televisão. Quando chega do trabalho, por volta das 14h, Verônica dá continuidade com as atividades da mais velha e auxilia a mais nova com os deveres de casa. “Às sextas-feiras, elas também participam de um projeto literário. Podem escolher o livro que quiser ler e depois fazer um resumo da história”, explica a mãe.

A hora do estudo também é respeitada na casa de Rafaella Lacerda, 36. A professora de design de moda e empresária segue uma rotina fixa com Olívia Lacerda, 6. Além das aulas remotas ao vivo, uma vez por semana ela assiste às aulas de inglês. “Eu e o pai dela estabelecemos uma rotina com os horários de brincar. Tentamos gerir o tempo, às vezes funciona, outras vezes não funciona tão bem. Mas estamos sempre tentando adaptá-la”, conta a matriarca. A hora da diversão também é programada. “Estamos nos virando com o que temos e deixando com que ela desperte a criatividade”, relata. “Está sendo interessante essa convivência. Temos conversado bastante, falamos de valores, do que acreditamos e sobre nossa percepção de mundo”, completa Rafaella.
Para fazer em casa
A pedagoga Mylena Melo dá algumas dicas de convivência

» Explore a imaginação das crianças. Lençóis viram cabanas, recortes de revistas viram colagens e quebra-cabeças;

» Façam lanches juntos. Além de ser um passatempo divertido, podemos incentivar os pequenos a se alimentarem melhor;

» Vejam filmes juntos e comentem depois. Perguntem as cenas preferidas, se teve algo que não gostou, etc.;

» Façam experiências e deixem-os se sentirem “grandes cientistas”. Coisas simples, como um vulcão de bicarbonato e refrigerante, encantam as crianças;

» Invista em brincadeiras antigas, como adedonha, jogo de pontinhos no papel, pega vareta, dama e dominó.

Categorias
Emagrecimento

Depoimento de Joana sobre o Lip4Slim

Olá! Me chamo Joana, venho aqui explicar um pouco sobre como Lip4Slim tem me ajudado a mudar de vida.

Vou iniciar minha historia de onde tudo começou, à 4 anos eu tive meu primeiro filho e depois da gravidez nunca mais conseguir ter o mesmo corpo de antes, então de lá para cá engordei mais de 20 kg's , e o mais incrível é que não percebi, com essa correria de ser mãe, ocupada com o trabalho acabei me deslanchando um pouco, até com um dia eu encontrei uma amiga que não via à muitos anos, e ela estava linda! Como o tempo foi bom para ela! E eu gorda acabada! E digo mais, essa minha amiga veio e me cumprimentou e disse “Nossa como você esta cheinha“.

Gente aquilo acabou comigo já estava me sentindo mal, depois me chamar de gorda “educadamente”, meu chão sumiu, fui para casa, me olhei no espelho e comecei a chorar. Prometi para mim mesmo que eu iria fica linda e maravilhosa.

Então começou minha jornada para emagrecer. Tentei dietas malucas, mas sempre quebrava elas. Então comprei um frasco de cápsulas que tinham como promessa me emagrecer em 30 dias.

Comecei a tomar e em 30 dias eu estava 3 kg's mais gorda. Já desanimada comecei a treinar, tentei mudar minha alimentação só que era muito difícil para mim, pois, eu sinto fome toda hora, a todo momento estou beliscando alguma coisa para comer, meio que uma compulsão para comer.

Já tinha alguns meses que eu estava treinando duro e nada, perdia alguns kg's, depois engordava de novo, e nunca saía do lugar.

Com isso fui ficando triste e muito desanimada com meu dia a dia.

Então, foi onde a Marcela, colega minha de academia, veio me falar que tinha comprado um batom emagrecedor, chamado Lip4Slim, na hora comecei a rir e falei “Não acredito que você caiu nessa golpe Marcela rsrs. Batom emagrecedor? Isso não existe.”

LEIA TAMBÉM —>> LIP4SLIM Funciona? [VERDADE OU ENGANAÇÃO – SAIBA]

A Marcela falou que não era golpe, e que tinha visto no Instagram dela a Kelly Key dizendo que o Lip4Slim funcionava e que a Kelly Key também falou que era o segredo dela para manter a forma.

Gente eu não estava acreditando muito não, até que percebi que depois de algumas semanas a Marcela estava realmente mais magra. Fui falar com ela pergunta qual era o segredo, e a Marcela me falou que era o batom Lip4Slim.

Na mesma hora falei: “Quero comprar também!”

Então a Marcela me falou que estava rolando o Desafio dos 20 dias que era uma promoção e quem não emagrece pelo menos 1 kg em 20 dias a empresa iria devolver o dinheiro de volta.

Então gente essa é minha historia o resto você já sabe está no vídeo que eu gravei.

Você pode estar vendo o vídeo logo abaixo também.

Categorias
Bem Estar

Coronavírus: Como manter o bem estar na quarentena?

Passado mais de um mês, a quarentena obrigatória imposta pelo novo coronavírus não é mais uma novidade. A necessidade de distanciamento social para evitar uma disseminação descontrolada e avassaladora da doença levou milhões de pessoas ao confinamento de seus lares em todo mundo, preservando o bem estar.

Com rotinas pessoais e profissionais alteradas, preocupações com a segurança, estabilidade no trabalho, condições financeiras, tempo ocioso, produtividade, dentre outras, acabam prejudicando o bem-estar das pessoas.

Grosso modo, o bem-estar se traduz em um equilíbrio da nossa saúde física e psicológica, elementares para que possamos realizar as nossas atividades cotidianas com prazer, conforto e sem desgastar o corpo e a mente no processo.

Se você quiser saber mais sobre a importância de cuidar do bem-estar para otimizar o seu rendimento profissional, recomendamos a leitura deste material aqui.

Agora, considerando todas essas preocupações, vamos dar algumas dicas para preservar a sua vitalidade e plenitude mental durante o isolamento social. Acompanhe o post e aprenda a manter o bem-estar na quarentena. Boa leitura!

O novo coronavírus (covid-19)

Segundo o Ministério da Saúde, Coronavírus é uma família de vírus, conhecidos desde meados dos anos 1960, que causam infecções respiratórias, como a SARS (Síndrome Respiratória Aguda, reportada pela primeira vez em 2002 na China) e a MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio, reportada pela primeira vez em 2012 na Arábia Saudita).

Em geral, eles circulam apenas entre animais como morcegos e roedores, mas passam a infectar também os seres humanos quando a convivência é muito próxima e os vírus sofrem mutações espontâneas e aleatórias.

Os coronavírus humanos causam infecções respiratórias brandas a moderadas de curta duração. Os sintomas podem envolver coriza, tosse, dor de garganta e febre. Contudo, algumas infecções podem chegar as vias respiratórias inferiores e provocar síndromes mais graves, como a pneumonia.

Esse quadro é mais comum em pessoas pré-dispostas, que tenham doenças cardiopulmonares, sistema imunológico comprometido ou ainda em idosos.

Além do MERS-CoV e SARS-CoV, os coronavírus comuns que infectam humanos são o Alpha coronavírus 229E e NL63 e o Beta coronavírus OC43, HKU1. Esse novo agente descoberto em dezembro de 2019 na China foi chamado de covid-19.

A transmissão do novo coronavírus

A transmissão do covid-19 acontece das seguintes formas:

  • através das gotículas de saliva contaminada que são eliminadas no ar quando a pessoa tosse, espirra ou fala a menos de dois metros de distância;
  • por contato físico, quando gotículas com o vírus alcançam mucosas do olho, nariz e boca;
  • por meio de contato com superfícies contaminadas;
  • através do compartilhamento de objetos pessoais contaminados, como copos, talheres, celulares, etc.

Vale ressaltar que a transmissão da doença também pode ocorrer por portadores do vírus assintomáticos, ou seja, sem sintomas aparentes. Por isso, o novo coronavírus é tão perigoso e exige cuidados contínuos.

Lembre-se de manter as mãos sempre limpas e longe do rosto. Lave-as frequentemente com água e sabão ou use álcool em gel para higienizá-las.

A quarentena do covid-19

A velocidade de propagação do covid-19 é uma das características mais assustadoras da doença. Países como por exemplo a China, Itália, França e Espanha, que experienciaram contato com a doença antes do Brasil, tiveram sua população massacrada pela doença em dias.

Segundo a Worldomater, foram registradas até o momento 2.460.860 mortes em todo mundo, em um intervalo de pouco mais de quatro meses. Considerando as formas de transmissão, a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou o isolamento social como metodologia essencial para evitar a propagação ainda mais violenta do novo coronavírus.

Por contaminar um volume expressivo de pessoas em pouquíssimo tempo, o sistema de saúde brasileiro ficaria comprometido pela alta demanda de atendimento e, possivelmente, não daria conta de tratar todos os pacientes.

Além disso a infraestrutura e equipamentos para lidar com a doença também são escassos no país. Por isso, a quarentena do covid-19 é tão essencial.

A importância de cuidar do bem estar na quarentena

Considerando o distanciamento social obrigatório, as consequências do coronavírus tem sido muito comentadas. Além de prejudicar diretamente a economia, o comércio e, principalmente, pequenos e médios negócios, há também o fator humano.

Durante uma pandemia como a que estamos passando atualmente, é normal que as pessoas fiquem, em primeiro momento, sob efeitos psicológicos negativos, tais como a ansiedade, tristeza, insônia, inquietude, tédio, irritabilidade, preocupação excessiva, insegurança, compulsão alimentar, dentre outros.

Isso ocorre devido ao volume de situações alteradas e mudanças estressantes geradas pela crise, como por exemplo:

  • alteração abrupta da rotina;
  • adoção do trabalho remoto;
  • possibilidade de ficar desempregado;
  • necessidade de conciliar tarefas distintas em um mesmo ambiente;
  • deslocamentos prejudicados;
  • contas acumuladas;
  • imprevisão de pagamento e falta de auxílio governamental;
  • atividades prazerosas interrompidas;
  • excesso de informações (corretas e equivocadas);
  • impossibilidade de realizar encontros sociais;
  • possibilidade iminente de perdas afetivas e financeiras.

Em outras palavras, todos estão perdendo algo valioso, por isso manter o bem-estar na quarentena é tão importante para não se deixar levar pelo desespero.

Muitas vezes subestimamos o poder que existe por trás das escolhas dos nossos hábitos, mas são eles que orientam a nossa vitalidade física e psicológica. A seguir, vamos abordar algumas dicas para estimular essas escolhas, assegurar o seu bem-estar na quarentena e permitir que você passe por essa situação com mais leveza e autocontrole.

Dicas para manter o bem estar físico e psicológico durante a crise

Confira a seguir algumas dicas para manter o bem estar na quarentena.

Cuide da sua saúde mental

É impossível manter o bem-estar na quarentena se negligenciar o lado psicológico, por isso a primeira dica é cuidar da saúde mental. Procure praticar meditação, yoga, terapia on-line ou outra atividade relacionada, que desenvolva o seu equilíbrio emocional e aumente a sua capacidade de autocontrole.

O isolamento social prolongado pode gerar instabilidades, por isso praticar atividades que promovam o autoconhecimento, inteligência emocional, consciência corporal e respiratória, aumento da energia vital, atenuação de tensões e domínio da atenção, se torna tão importante.

Faça refeições saudáveis

A segunda dica para manter o bem-estar na quarentena é fazer alimentações saudáveis. Faça refeições de alta densidade nutricional — com aqueles alimentos que são ricos em vitaminas e minerais, como frutas, verduras, legumes e proteínas.

Segundo a Associação Brasileira de Nutrologia, não existem alimentos milagrosos que curem ou evitem o covid-19 mas ter hábitos saudáveis pode ajudar, já que a alimentação está diretamente ligada a imunidade. Lembre-se também de beber muita água e não compartilhar talheres e copos.

Pratique exercícios físicos

Outra dica que pode estimular o seu bem-estar é a prática de exercícios. A atividade física feita de maneira regular e moderada melhora o nosso sistema imunológico, por isso também deve ser uma prioridade.

Existem diversas plataformas digitais que oferecem dicas, aulas on-line, treinos de modalidades infinitas. Assim, você começa a se exercitar em casa e melhora o seu condicionamento e resistência.

Organize o seu tempo

Organize o seu tempo para tornar os seus dias mais produtivos. Tenha em mente ou anotado em uma agenda pessoal todas as atividades previstas para o dia, assim você terá uma meta a cumprir e diminuirá o tempo ocioso, que muitas vezes nos faz pensar em problemas e reforçar preocupações.

Lembre-se de colocar na lista atividades que gerem o seu prazer, porque o equilíbrio é essencial para manter o seu bem-estar na quarentena. Portanto, coloque a leitura de um livro interessante, séries, exercícios físicos, uma receita nova pra tentar, um artesanato, um hobby e assim por diante.

Adapte o ambiente para o trabalho remoto

Se você está em home office é preciso tomar alguns cuidados para manter o bem-estar na quarentena.

Antes de mais nada escolha um lugar apropriado e que seja exclusivo para o trabalho durante esse período. Assim, o seu cérebro cria identificações com o local, otimizando a sua produtividade e o seu tempo.

Depois, crie rotinas de trabalho. Cumpra com as atividades e horários como se estivesse no escritório. Desta forma, você não será tentado a fazer outras atividades, comprometendo a sua pauta e prejudicando a sua reputação no trabalho.

Desenvolva novos hobbies

Outra forma de manter o bem-estar na quarentena é investindo o tempo em atividades novas, que geram prazer e felicidade. Investir em um novo hobby é excelente para estimular a criatividade, inteligência, interesse, concentração e o foco.

Portanto, independentemente da atividade, um novo estímulo ao cérebro será ótimo para o seu bem-estar. Cozinhar, pintar, escrever, malhar, dançar, bordar, costurar, cantar, tocar um instrumento musical, as opções são ilimitadas. Você só precisa escolher uma.

Procure estudar

Além de estimular a parte criativa do cérebro, é importante estimular a intelectual. Use o tempo livre para estudar, reforçar conhecimentos, desenvolver novas capacitações e potencializar habilidades.

Diversos cursos estão sendo disponibilizados na internet, por meio da certificação EAD, que você pode fazer na sua casa. Faça uma pesquisa criteriosa e procure um treinamento, palestra, curso, dentre outros, que possam elevar a sua qualificação.

Organize a vida financeira

Outra forma de estimular o bem-estar na quarentena é organizando a sua vida financeira e conhecendo a real situação que você se encontra. Considere todos os seus gastos fixos, sua reserva de emergência, suas pendências, seu crédito, seus encargos, sua remuneração, e assim por diante.

Tenha todos os dados organizados para facilitar a análise da situação. Desta forma, com o real diagnóstico do seu cenário financeiro, as preocupações podem ser sanadas ou controladas.

Em casos de grandes lacunas, é essencial começar um planejamento financeiro para reorganizar a sua saúde pecuniária.

O isolamento social pode gerar situações de estresse, ansiedade, tristeza, medo e outras sensações pejorativas. Contudo, seguindo as dicas que abordamos neste post, você pode estimular o bem-estar na quarentena e evitar que esse mal domine o seu tempo e vitalidade. Cuidando da saúde física e psicológica, o seu período de confinamento, certamente será mais tranquilo, produtivo e seguro.

Categorias
Bem Estar

Como gerenciar o bem estar do trabalhador e melhorar seu rendimento?

Nunca se falou tanto em qualidade de vida no trabalho como agora. Considerando os benefícios excepcionais desse cuidado, tais como potencializar os resultados e reter talentos, gerenciar o bem-estar do trabalhador é uma das principais prioridades das maiores empresas do mundo. A tendência é que o assunto seja discutido cada vez mais, por isso a sua empresa também deve se atentar.

Para gerenciar o bem-estar do trabalhador com eficiência, sua empresa deverá:

  • conhecer as necessidades e preferências da força de trabalho;
  • criar um planejamento para introduzir tais mudanças;
  • informar as mudança para a organização;
  • ouvir feedbacks para mensurar a sua satisfação;
  • realizar atividades de integração;
  • reforçar os novos hábitos;
  • redefinir a cultura organizacional;

Além disso, investir em ferramentas digitais que tragam facilidades extras é outro fator essencial para reter talentos. Uma dica é considerar opções mais interessantes de pagamento para o colaborador, como o salário sob demanda.

Agora, para aprender a monitorar os níveis de estresse e gerenciar o bem-estar do trabalhador, preparamos este post com todas as informações mais. Confira e revolucione o potencial da sua força de trabalho.

O que significa bem estar no trabalho?

Qualidade de vida no trabalho vai muito além de oferecer uma decoração nova, uma mesa de sinuca ou videogames, trata-se de mudança de hábitos. Ou seja, criar convenções que promovam uma melhora no clima organizacional, e torná-las parte da sua cultura.

Essas novas práticas devem ser planejadas tanto no aspecto físico quanto no mental, já que é essencial que o colaborador trabalhe com conforto e bem-estar é indispensável que ele se sinta respeitado, confiante e seguro.

Um ambiente profissional com qualidade de vida tem uma preocupação empática genuína, pois existe uma consciência geral de que todos trabalham pelo mesmo objetivo organizacional e que todos possuem vidas pessoais. Portanto, os colaboradores se ajudam de bom grado, não se importam de ficar um tempo extra se for ajudar alguém, e assim por diante. O relacionamento passa a ter outro perfil.

Além disso, a gestão das equipes também é impactada. Uma liderança com preocupação empática, ao gerenciar o bem-estar do trabalhador, se torna mais suscetível a ver o erro como uma oportunidade de aprendizado, traz desafios que ajudem a melhorar áreas específicas, dentre outros.

Por que investir em bem estar no trabalho é importante?

O cenário mercadológico nunca esteve tão competitivo, seja por clientes quanto por talentos. E para conquistar devido espaço, as organizações precisam inovar. Como ideias, tecnologias e estratégias de negócio podem ser facilmente copiadas, o real diferencial está na sua força de trabalho.

Gerenciar o bem-estar do trabalhador é uma tática que otimiza o potencial competitivo da empresa, já que conta com profissionais motivados, comprometidos, felizes e capazes de entregar resultados ainda mais promissores.

Alguns dos principais benefícios de investir na qualidade de vida no trabalho são:

  • a otimização da comunicação interpessoal;
  • o aumento da produtividade no trabalho;
  • a melhora do clima organizacional;
  • o aumento na atração de talentos;
  • o crescimento do lucro empresarial;
  • a valorização da força de trabalho.

Como gerenciar o bem estar do trabalhador?

Gerenciar o bem-estar do trabalhador implica em priorizar a sua satisfação e a qualidade de vida no trabalho na formação da cultura organizacional da empresa. Essa iniciativa permite que o colaborador equilibre a vida profissional e pessoal, promovendo mais tranquilidade, dignidade e prazer ao integrar uma equipe profissional.

Toda a empresa precisa estar comprometida com essa mudança, independentemente do seu cargo ou posição. É importante que o setor de Recursos Humanos (RH) faça uma pesquisa de clima e satisfação para conhecer a realidade da empresa, as demandas, necessidades e preferências dos colaboradores.

Tendo conhecimento dessas informações, o RH deve criar um planejamento com um cronograma realista para implantação dessas novas práticas. É importante que o planejamento tenha KPIS (Key Performance Indicator ou Indicadores-Chave de Desempenho) claros para facilitar o direcionamento das atividades.

Como é um trabalho a longo prazo, é interessante que ações educativas que reforcem esses novos hábitos sejam realizadas periodicamente.

O que a equipe de RH deve fazer?

Confira algumas dicas do que a equipe de RH pode fazer para gerenciar o bem-estar do trabalhador:

Oferecer um ambiente adequado

Antes de mais nada, o RH deve checar se a empresa oferece os recursos e equipamentos necessários para que o trabalhador consiga exercer bem suas funções profissionais. Seja a ergonomia, segurança, conforto, dentre outros. O ambiente deve favorecer a execução das atividades, por isso é importante verificar as condições da empresa e conhecer as necessidades dos colaboradores.

Estimular ou oferecer a prática de atividades físicas

A saúde é quesito essencial para gerenciar o bem-estar do trabalhador com eficiência. Seja por meio da oferta de convênios médicos, descontos em academias, promoção de atividades coletivas dentro da própria empresa, tais como caminhadas, ioga, alongamentos, passeios de bicicleta, dentre outros, ou ainda por meio de campanhas de incentivo a prática de atividades físicas, a empresa deve se posicionar.

Cuidar do clima organizacional

As questões comportamentais também devem ser levadas em consideração para gerenciar o bem-estar do trabalhador. É preciso trabalhar a inteligência emocional, identificando como se sente o funcionário, o que o incomoda, o que o alegra, quais são seus medos, desafios, expectativas, e assim por diante. Assim, os novos hábitos poderão ser planejados considerando o que é melhor e mais saudável para toda equipe.

Adotar a flexibilidade

Outro fator importante é considerar a flexibilidade para gerenciar o bem-estar do trabalhador. A rotina muitas vezes traz imprevistos na vida pessoal do funcionário, por isso adotar um postura mais flexível como empregador é importante para que a força de trabalho valorize o benefício, respeite a organização e se comprometa ainda mais com os resultados coletivos. Cada caso é um caso, por isso a liderança deve avaliar sem pressa e ouvindo atentamente.

Dar bons exemplos

Mais importante do que dizer é mostrar como se faz, por isso as lideranças devem se dedicar a demonstrar o que espera dos funcionários, praticando as atitudes que eles mesmos propõem. Considerando uma mudança na postura das suas principais referências, os colaboradores adotarão por consequências novas e mais adequadas atitudes no ambiente profissional

Oferecer treinamentos

Outra dica é oferecer treinamentos dinâmicos, em que as principais mudanças sejam disseminadas de forma divertida, integrando os funcionários e despertando o interesse em viver os valores organizacional. Assim, os novos hábitos poderão ser introduzidos de forma mais sutil e sem estranhamentos. É interessante também que os cursos tenham propósitos definidos e que todos os departamentos sejam beneficiados.

Incentivar a conversa

Este talvez seja o principal desafio para gerenciar o bem-estar do trabalhador, já que a habilidade discursiva não é uma característica universal. O diálogo interpessoal deve ser estimulado entre os funcionários e também com as lideranças. Uma conversa respeitosa é o segredo para ‍controlar situações de mal estar e criar um ambiente mais agradável. Além disso, o funcionário deve se sentir seguro para contribuir com a sua opinião e as lideranças devem se sentir parte integrante do coletivo.

Viu, só? Gerenciar o bem-estar do trabalhador deve ser uma prioridade organizacional. O trabalho é a longo prazo, mas os benefícios são certos. Além de potencializar o rendimento da empresa, a equipe se torna mais comprometida, satisfeita e leal. Mais do que decorar, os colaboradores passam a viver os valores organizacionais.

Categorias
Saúde

10 dicas para controlar a ansiedade durante a pandemia

Coração acelerado, aperto no peito e falta de ar são alguns sintomas de uma crise de ansiedade. Mas como cuidar da nossa saúde mental durante a pandemia?

Se você chegou até aqui buscando ajuda, fique com a gente. Separamos dicas e técnicas que vão te ajudar a controlar a ansiedade nesse cenário.

Primeiro precisamos encarar uma realidade: estamos mais vulneráveis e há uma probabilidade maior dos sintomas de ansiedade e até depressão se intensificarem.

Estamos vivendo algo inédito! Durante 24h recebemos notícias do aumento de casos e mortes decorrentes de um vírus que chegou (do nada!) e se espalhou de forma avassaladora no mundo todo.

E isso dá medo! Claro! Todos nós estamos com medo.

E tem mais. Essa pandemia está nos privando de frequentarmos ambientes que no dia a dia nos traziam prazer, seja do trabalho com os colegas, a academia ou ar fresco do parque.

E isso tudo afeta sim a nossa saúde mental.

Mas, com um pouco de esforço, podemos aplicar técnicas que ajudarão diminuir, ou até mesmo evitar, essas crises de ansiedade. Confira!

#1 Está tudo bem assumir que está com medo e ansioso

Num bate-papo incrível com a psicóloga Cecília Dassi, ela nos deu a primeira lição: não negar nossos sentimentos.

Ou seja, esse cenário traz medo, traz ansiedade e é absolutamente normal se sentir assim. Negá-los pode ser pior, acredite.

“A primeira coisa é parar de lutar contra o medo e a ansiedade. Como exigir calma e ser super otimista numa situação que sim, estamos com o nosso sistema de alerta totalmente ativados?”, explicou Cecília.

Portanto, reconheça seu medo e a sua ansiedade para que esses sentimentos não virem uma bola de neve e resultem numa crise de ansiedade.

Você está ansioso (nós também) e está tudo bem.

#2 Você tem que fazer o que pode te acalmar antes de entrar na crise

Antes de entrar em uma crise de ansiedade, existem sintomas que já mostram que não estamos legais.

Portanto, se você sente que tem algo errado, não espere esse sentimento explodir.

“As estratégias para tentar se acalmar tem quem serem vistas com muito carinho, porque tentar se acalmar na marra não funciona”, afirmou Cecília.

Mas estou numa crise, o que faço agora?

Você tentou não chegar na crise, mas não conseguiu? Tudo bem. Durante a crise, pratique a respiração diafragmática.

Essa técnica expande o diafragma e leva o oxigênio até o abdômen, o corpo e o cérebro, aliviando assim a crise de ansiedade.

Acompanhe o vídeo abaixo que ele te guiará na respiração correta:

#3 Evite excesso de informações

O repentino e quase constante fluxo de notícias sobre um surto pode fazer com que alguém se sinta preocupado.

E procure informações somente de fontes confiáveis ​​e principalmente para que você possa proteger a si e seus entes queridos.

#4 Saia de grupos de Whatsapp paranoicos

Se você está num grupo que o dia todo envia mensagens pessimistas ou apocalípticas, e até mesmo fake news, saia do grupo, essas mensagens aumentarão a sua ansiedade.

O ideal é fazer parte de grupos que discutam os aspectos positivos do isolamento, como que estão aprendendo algo ou sugestão de atividades para se distrair.

#5 Pratique atividades físicas

Corpo parado é energia parada e isso piora os sitomas de ansiedade.

Aprenda exercícios físicos diários simples para realizar em casa para que você possa manter a mobilidade e reduzir o tédio.

#6 Converse todos os dias com as pessoas que você ama

Se você está se isolando fisicamente, parabéns, está fazendo correto, mas se você está se isolando socialmente das pessoas, ou seja, não está mais conversando com os amigos e familiares isso pode colocar a sua saúde mental em risco.

A falta de contato social afeta a nossa energia, disposição e o nosso humor.

Como nosso artigo que ensina como manter a saúde mental em dia.

Hoje, a tecnologia permite que a gente mantenha nossas amizades mesmo sem a presença física.

Faça um esforço, ligue para aquela amiga, conte sobre o seu dia.

Vai te fazer um bem danado, prometo.

E se você não tem ninguém para conversar ou na hora da crise não consegue desabafar, abaixo tem uma dica incrível sobre um serviço de atendimento pelo Instagram.

#7 Faça algo que goste!

Você gosta de desenhar, ouvir música, meditar, dançar? Continue fazendo dentro de casa!

Faça coisas que lhe tragam prazer.

Temos também um artigo que auxilia quem está engordando na quarenta e queira reverter esta situação.

#8 Ocupe a cabeça

Use esse tempo de quarentena para fazer atividades produtivas.

Comece o seu dia colocando numa folha suas tarefas do dia. Isso te ajudará a ter um foco mental e a direcionar a sua energia para executar tarefas que lhe farão se sentir útil.

Uma dica: não fique de pijama o dia todo. Levante, tome um banho e coloque a sua roupa preferida.

A roupa que você usa e o ambiente que está influenciam suas vontades ao longo do dia.

#9 Aprenda uma nova habilidade

Que tal fazer aquele curso que você nunca teve tempo de fazer? Tenho certeza que focando sua mente em aprender coisas novas lhe ajudará muito.

#10 Saiba diferenciar o que você controla e não controla

E a dica de ouro: gaste a sua energia com coisas que você pode controlar, como suas atitudes!

Aplique as dicas acima e verá como se sentirá mais leve no fim do dia.

Saiba que tudo que está acontecendo, coronavírus, crise econômica e atitudes do Governo fogem do seu controle, não gaste energia com isso, tudo bem?

Só te deixará mais ansioso e não queremos isso, não é mesmo?

Atendimentos psicológicos gratuitos

Abaixo listamos mais profissionais e projetos que estão atendendo gratuitamente durante a pandemia. Esperamos que te ajude:

Psicoterapeutas
Pensando Bem Desenvolvimento Humano
Espaço Carla Cavslcante
Geane Viana Psicologia
Anna Heller
Bruna Araújo

Terapeuta
Mariluce de Pontes Psicóloga

Psicólogos
Renata Zanusso
Psicóloga Nilvia Coutinho
Psicóloga Laís Oliveira
Relações Simplificadas
Grupo Taiz Campbell + Octadesk
Grupo CREARE (Grupo de Estudos Pesquisas e Ações em Psicologia de Orientação Psicodramática)
Fácil Consulta

Gostou das dicas? Compartilhe com um amigo, acredito que pode também ajudá-lo.

Categorias
Bem Estar

5 aplicativos de exercícios para fazer atividade física em casa

Fazer exercícios físicos em casa se tornou uma prática comum no último mês, já que academias e outros centros de treinamento foram fechados para garantir as medidas de proteção contra a Covid-19. Mas se exercitar por conta própria pode ser difícil e arriscado, sem o acompanhamento e orientações de instrutores qualificados. Por isso, a lista a seguir traz cinco apps de exercícios para quem quer continuar ou iniciar a prática de atividade física, que contém desde treinos para fortalecer músculos e emagrecer, até exercícios de respiração com alongamento e yoga.

Vale ressaltar que é importante consultar profissionais da área da saúde, como educadores físicos, antes de realizar exercícios sozinho em casa, para avaliar seu condicionamento físico e evitar lesões durante os treinos. Todos os aplicativos estão disponíveis para celulares Android e iPhone (iOS) e fornecem treinos em português.

1. Nike Training Club

O aplicativo Nike Training, desenvolvido pela marca de artigos esportivos Nike, oferece diversos tipos de treinos gratuitos, desde força e cardio a sessões de yoga e mobilidade, para pessoas com diferentes tipos de condicionamento físico. Os exercícios são separados em categorias que abrangem tipos de treinos com ou sem equipamentos, curtos e para atletas.

Para ter acesso é necessário fazer um cadastro gratuito no app e responder a algumas perguntas sobre seu perfil físico. É possível criar um plano de treino individual, de acordo com seu objetivo, condicionamento físico e tempo disponível por semana ou, ainda, acessar coleções de treino já disponíveis.

2. Adidas Training by Runtastic

O Adidas Training fornece planos de treino individuais gratuitos, além de alguns disponíveis apenas para as contas premium. Ao fazer o registro, o app pergunta se seu objetivo é entrar em forma, estar saudável, ganhar músculos ou emagrecer e qual a intensidade de treino desejada, para que as sugestões de treino sejam personalizadas.

Estão disponíveis 30 treinos diferentes, que utilizam apenas o peso do corpo, nos níveis fácil, intermediário e difícil, e 190 exercícios ao todo com instruções em vídeo e áudio.

3. BodBot Personal Trainer

O BodBot é um personal trainer digital que cria treinos personalizados para o usuário de acordo com o objetivo e dificuldade desejados, recursos disponíveis, capacidade física, entre outros fatores. O planejamento é adaptado de acordo com a evolução do usuário, conforme ele realiza ou pula os exercícios.

É possível usar o aplicativo para realizar atividades físicas tanto em casa, quanto na academia, informando os equipamentos disponíveis. O app também possui a função “Nutrição”, que registra as preferências alimentares e alergias do usuário, e faz sugestões nutricionais para alcançar o objetivo cadastrado.

4. Exercícios de alongamento

Exercícios de alongamento são ideais para quem deseja aumentar a flexibilidade do corpo. Disponível com o nome Exercícios de Alongamento na Google Play e como Alongamento & Flexibilidade na App Store, o app disponibiliza séries de alongamentos para o dia-a-dia, alívio de dor, corridas e partes específicas do corpo.

Também é possível personalizar seu próprio plano de treino com exercícios favoritos. O progresso vai sendo armazenado no app, que informa um relatório com o tempo acumulado de treinos e calorias perdidas.

5. Down Dog

Down Dog é um aplicativo de yoga pago que está com acesso gratuito até primeiro de julho devido à pandemia de Covid-19.

As atividades são guiadas por vídeos e áudios explicativos, e o usuário tem acesso a mais de 60 mil configurações de diversos tipos de práticas de yoga, como Vinyasa, Hatha, Suave, Restauradora, Yin, Ashtanga, Cadeira e Saudação ao Sol. Também é possível selecionar outras preferências como nível da atividade, tempo de duração, música, ritmo e modo de instrução.